Para o arquiteto Italiano Raffaele, e sua família (a esposa Francesca, e seus filhos, Claudia e Lorenzo) era importante viverem onde pudessem encontrar calma e relaxamento depois de um longo dia de trabalho.

Encontraram na região italiana de Puglia, ao sul do país. A casa foi totalmente renovada, buscando acima de tudo manter a simplicidade de suas formas arquitetônicas e a brancura, uma tela perfeita, para distribuir uma, não muito extensa (mas preciosa) coleção de móveis recuperados.

02

01

As peças de mobiliário aparecem disseminadas por toda a casa, de uma forma graciosa, sem carregar, graças ao seu grande valor estético. Algumas peças são de madeira natural, sem acabamento, como a maravilhosa mesa de jantar, e outras são em cores chamativas, como o armário chinês na cor turquesa, servindo de contraponto a brancura das paredes e dos tetos.

03

04

Peças simples, patinadas, mas com uma grande eficiência decorativa, trazendo o valor do natural e do autêntico a casa e produzindo essa atmosfera de tranquilidade tão almejada pelos seus proprietários. O resultado foi um refúgio, para descansar com conforto e tranquilidade junto à família. Um ambiente sereno, apesar dos pontos de cor.

06

05

Com espaço neutros, iluminados que conservam a sua origem, que pode ser apreciada em seus tetos, mas com detalhes acrescentados que lhe trazem um ar étnico como as prateleiras da cozinha e os azulejos.

07

08

Não poderia me esquecer dos banheiros rústicos e singulares, com suas cubas e detalhes como o espelho patinado fabricado a partir de uma janela.