Nós selecionamos os ambientes mais inspiradores para as crianças e seus pais, sem esquecer que o ambiente dos reis da casa deve cumprir uns requisitos básicos, cores, segurança e funcionalidade. Bem-vindos a seu território.

Um quarto para uma princesa:

02

As crianças dormem, jogam e vivem em seu quarto. Este mini-refúgio, decorado para uma menina, conta com idéias adaptáveis a qualquer dormitório. Tão importante quanto à distribuição é garantir que o ambiente da criança seja seguro, escolha materiais de qualidade, ferragens confiáveis e sistemas aprovados.

Quartos cheios de luz e cores:

01

Em quartos com muita luz natural, os especialistas sugerem orientar a cama para o sul. E em caso contrário? Use cores pastel e pálidas, que são mais luminosas. Se o ambiente é pequeno, conserve a unidade das cores nas paredes e, inclusive nos móveis. Pode romper com alguma nota concreta, mas com discrição. A ordem cria uma agradável sensação de amplitude.

Tecidos que arrematam a decoração do quarto:

03

A roupa de cama, as cortinas e as almofadas imprimem personalidade. Escolha tecidos de algodão natural. Com uma composição mista, o mais importante é que a base, o percentual mais alto, seja natural o que também facilita passar. Para as peles delicadas existem tecidos ecológicos com acabamentos hipoalérgicos.

Ganhe áreas de armazenagem em quarto pequenos:

04

Com plantas irregulares ou quando os metros são escassos, as soluções sob medidas acabam com a dificuldade e multiplicam a armazenagem. Disponha grandes gavetas debaixo da cama. A madeira sempre é tendência, o branco e o natural. Observe esta proposta com uma lambris à meia altura, que adiciona cor sem saturar e protege a parede de rachaduras e golpes.

Cada coisa em seu lugar. Móveis para as crianças:

05

Equipe o seu quarto com móveis que favoreçam a ordem. E ensine a criança a organizar, armários, gavetas e caixas facilitam a tarefa de pegar e devolver. Só é preciso abrir, guardar e fechar. É importante que os brinquedos e livros fiquem ao seu alcance, já que isto favorece a sua autonomia. Tome nota desta solução com módulos de armazenagem em escada e cestas para as peças pequenas.

Armário, Armarinho mágico:

06

Assim é como se deve ser, mas na realidade a magia depende de uma organização correta do espaço. Caixas, prateleiras, barras para as roupas. E outra dessas peças indispensáveis para guardar toda a roupa do pequeno. Distribua o seu interior, acima a roupa de outras estações, no centro a roupa de maior uso e na zona inferior, gavetas e prateleiras para os sapatos.

Cortinas para o quarto infantil:

07

As cortinas em tons neutros favorecem a entrada de luz natural por todo o ambiente. Escolha um sistema que facilite a abertura da janela para garantir uma ventilação adequada.

Camas paralelas:

08

Se optar por está distribuição, é preferível que as camas sejam evolutivas, ou seja, que cresçam com as crianças, pois permitem que o espaço fique despojado quando são menores. Este modelos é primeiro um berço, que logo se transforma em cama.

Um quarto com duas camas:

09

Uma sobre a outra. Aproveitar o espaço na altura é um recurso infalível. É possível incorporar uma terceira cama, embaixo da inferior. Por segurança, escolha camas com barras, que evitam quedas. Sempre pode recorrer a um carpinteiro, que realize um projeto sob medida.

Quartos com uma distribuição original:

10

Com duas camas a duas alturas, presas a parede e uma área de estudo debaixo da que ocupa o nível superior. Esta distribuição otimiza o espaço quando o dormitório é compartilhado e a área de circulação é mantida intacta.

Camas neutras:

11

A sensação de amplitude para a criança que dorme na cama de baixo é maior, já que a superior se desloca para o lado e se apoia em módulos para armazenar.